quinta-feira, 29 de julho de 2021

Educação

Governo investe 7,9 milhões na modernização das universidades estaduais

04 Dec 20 - 14h26 Izadóra Lemos
Governo investe 7,9 milhões na modernização das universidades estaduais

Via: Agência Estadual de Noticias - Foto: Divulgação/AEN

O Governo do Estado, por meio da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, destinou, somente em 2020, R$ 7,9 milhões para a modernização das sete universidades estaduais do Paraná. Os recursos foram repassados pela Unidade Gestora do Fundo Paraná (UGF), responsável pelo apoio financeiro de projetos e programas científicos e tecnológicos no Estado.

Neste ano, porém, o montante repassado foi bem maior. São R$ 107 milhões destinados aos programas estratégicos nas instituições de ensino, à Fundação Araucária, ao Tecpar e, também, a ações de cuidado, prevenção e combate à Covid-19.

Os recursos desse pacote de R$ 7,9 milhões podem ser utilizados em áreas estratégicas definidas por cada instituição de ensino. Essa ação contempla investimentos em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), objetivando o fortalecimento da inclusão digital e a ampliação e melhoria de laboratórios de pesquisa científica das instituições, além de intervenções na infraestrutura física.

“As universidades consideraram o cenário de transformação digital e inovação, refletindo na reformulação e atualização dos processos, e na melhoria da formação dos futuros profissionais”, destaca o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Bona.

Na Universidade Estadual de Londrina (UEL), os recursos serão aplicados na compra de equipamentos, softwares de tecnologia digital e acesso à Internet.

Para a professora Marta Regina Gimenez Favaro, pró-reitora de graduação da instituição, a medida fomenta a inclusão digital entre alunos sem condições de acesso ao ensino remoto. “Os recursos serão fundamentais para a compra de computadores para auxiliar os estudantes nas atividades de ensino”, afirma.

Outro projeto contemplado, o Ambulatório de Feridas Crônicas da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), em Guarapuava, vai passar por uma readequação de toda a estrutura física. Caracterizado como projeto de extensão, a unidade é referência no Estado e atende, em média, dez pacientes por dia, na área da 5ª Regional de Saúde.

O diretor do campus Cedeteg da Unicentro, Ricardo Miyahara, reconhece a importância desses recursos para o incentivo de pesquisas. “Além da reforma no espaço físico, serão comprados equipamentos para a esterilização e microscópios, que podem ser usados em pesquisas na área”, salienta.

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) optou por utilizar o investimento em melhoria das instalações prediais nos câmpus de Curitiba, Apucarana, Campo Mourão, Paranaguá, Paranavaí e União da Vitória.


TECNOLOGIA

Os investimentos contribuem para atualizar os equipamentos de informática das universidades, que servem como apoio às atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão. “O Fundo Paraná viabiliza importantes projetos, que permitem construir e reformar salas de aulas e laboratórios, proporcionando melhores condições para as instituições”, ressalta o coordenador da UGF, Luiz Cezar Kawano.


Envie sugestões de Pautas ou Fotos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.