segunda-feira, 08 de março de 2021

Cascavel

Bancários protestam contra o “desmonte do Banco do Brasil” e articulam paralisação nacional

22 Jan 21 - 09h58 Atualizado 22 Jan 21 - 09h58 Juliet Manfrin

O Sindicato dos Bancários de Cascavel e Região realiza na manhã de sexta-feira (22) um protesto em frente à agência Centro do Banco do Brasil, no Calçadão da Avenida Brasil. Inicialmente, essa manifestação seria realizada na terça-feira (19), mas foi adiada em virtude do tempo chuvoso.

A mobilização faz parte do movimento nacional da Contec (Confederação Nacional dos Bancários) e, no Paraná, da Federação (Feeb-PR) contra o que está sendo denominado de “desmonte” do Banco do Brasil pelo atual governo.

Segundo a entidade, as medidas de reestruturação anunciadas pela direção do Banco preveem o fechamento de 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimentos no primeiro semestre de 2021. Além disso, o BB lançou o PDV (Plano de Desligamento Voluntário), que tem como meta a dispensa de 5 mil trabalhadores da instituição.

Diretores do Sindicato de Cascavel fazem a distribuição de uma carta aberta à população sobre essa reestruturação, o PDV e suas consequências para o funcionalismo e para a sociedade.].

Entre as medidas discutidas está uma paralisação nacional articulada para a próxima semana.


Reunião da Contec

Na quarta-feira (20), a Contec (Confederação Nacional dos Bancários) realizou reunião online com a participação de dirigentes de sindicatos e federações de todo País. O presidente da Federação do Paraná (Feeb-PR) e do Sindicato de Cascavel, Gladir Basso (foto), participou dessa reunião com os demais dirigentes sindicais.

Em pauta estiveram a reestruturação e o PDV recém anunciados pela direção do Banco do Brasil. Ao final da reunião, foram definidos os encaminhamentos, com ações a serem desenvolvidas contra essas medidas.


Via: Com informações da assessoria - Imagens: Aílton Santos


Envie sugestões de Pautas ou Fotos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.