segunda-feira, 21 de junho de 2021

Saúde

ONU e Frente de Prefeitos selam parceria para adoção de medidas de prevenção contra a Covid-19

16 Apr 21 - 17h19 Juliet Manfrin
ONU e Frente de Prefeitos selam parceria para adoção de medidas de prevenção contra a Covid-19

Foto: PNUD/divulgação

A coordenadora residente interina da ONU no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, reuniu-se nesta sexta-feira (16) com representantes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que teve troca de comando nesta semana: Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju e atual presidente, e Jonas Donizette, ex-presidente da FNP. O encontro selou uma parceria para que os municípios intensifiquem a adoção de medidas de prevenção contra a transmissão da COVID-19.

Lembrando que as agências, fundos e programas da ONU já colaboram com a entidade, Marlova ressaltou a importância de medidas preventivas contra a COVID-19, incluindo restrições de circulação de pessoas. “Sabemos que há um instrumento concreto para conter a pandemia, que é a adesão às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir a prevenção da disseminação da doença e frear a curva de contágios”, afirmou.

Para as autoridades de saúde pública, isso significa continuar a fazer testes de diagnóstico, rastreamento de contatos, isolamento, quarentena assistida e atendimento de qualidade. Para os indivíduos, significa evitar aglomerações, continuar com o distanciamento físico, higienizar as mãos, usar máscaras e manter os ambientes ventilados.

Edvaldo Nogueira concordou que a hora é de união, não só para controlar a pandemia, mas “também para construir o futuro.” “Assim que terminar a pandemia, já precisamos ter projetos e programas para incluir quem já estava incluído e foi colocado à margem pela pandemia, que está aprofundando as desigualdades entre indivíduos, municípios e regiões”, destacou.


Vacinas

Participou do encontro Marcelo Cabral, secretário executivo do Conectar – Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, que reúne municípios empenhados em garantir vacinas e medicamentos para que possam fazer frente aos desafios da pandemia.

No encontro, a coordenadora residente interina lembrou que o Brasil já recebeu parte das vacinas contra a COVID-19 por meio do Mecanismo COVAX, um esforço global da Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (CEPI), da Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Desde o início da pandemia, o Sistema ONU no Brasil tem trabalhado com as três esferas de governo, empresas e a sociedade civil para identificar e atender as necessidades da população na resposta à crise sanitária e a seus efeitos socioeconômicos. Para dar seguimento aos acordos selados na reunião, um memorando de entendimento deve ser assinado entre o Sistema ONU no Brasil e a FNP.


Envie sugestões de Pautas ou Fotos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.