quinta-feira, 29 de julho de 2021

Política

Secretários de Estado de Agricultura e da Saúde participam de Assembleia da Amop

21 Jul 21 - 14h45 Juliet Manfrin
Secretários de Estado de Agricultura e da Saúde participam de Assembleia da Amop

Foto: Assessoria

Realizada na manhã desta quarta-feira (21), em Cascavel, a sétima assembleia geral ordinária da Amop contou com a presença de dois secretários de Estado: Norberto Ortigara, da Agricultura e Abastecimento, e Beto Preto, da Saúde. A reunião foi comandada pelo prefeito de Cascavel e presidente da Amop, Leonaldo Paranhos, com a participação de 38 prefeitos e vices, além de secretários, diretores e demais gestores. 

A primeira parte destacou o tema Agricultura. Ortigara, juntamente com o presidente da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná), Otamir Martins, do presidente do IDR/PR (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná), Natalino Avance de Souza e do diretor presidente da Ceasa-PR (Centrais de Abastecimento do Paraná), Eder Bublitz, fizeram a apresentação de um documento inédito: o Manual do Secretário Municipal de Agricultura. 

O documento, impresso, produzido em parceria entre Seab, IDR e Amop, contém o resumo dos principais programas de governo voltados ao homem do campo e ao agronegócio. O conteúdo serve também como um plano de desenvolvimento local, respeitando as prioridades da população rural, que devem estar conectadas com a agricultura do futuro de cada município. E lança uma pergunta: “Que agricultura você quer para daqui a 50 anos?”. 

“Queremos executar 100% da dotação orçamentária da pasta, e para isso é preciso que os municípios façam a sua parte, encaminhando projetos bem elaborados para a utilização de recursos em tempo hábil, pois o período eleitoral está se aproximando, o que provoca uma série de vedações legais”, destacou Ortigara. Segundo ele, a Seab atua fortemente na execução de programas de apoio a produtores, oferecendo subsídios no aumento da produção rural e consequentemente da renda do setor primário. 

Já Beto Preto falou sobre temas ligados à pandemia, como a presença no Paraná de novas variantes da doença, a necessidade da manutenção de campanhas de vacinação, uma ação de vacinação específica para funcionários de frigoríficos (em parceria com a Seab) e outros assuntos. Disse ainda que, apesar da redução nas taxas de ocupação de UTIs nos hospitais, não é possível relaxar quanto aos cuidados que todos devem ter em relação aos protocolos de distanciamento social, higiene e vacinação. 

“Com a ajuda de todos, o Paraná vai vencer a pandemia. Em breve estaremos com 70% da população imunizada com pelo menos a primeira dose, o que é uma grande conquista. Mas não podemos relaxar. As pessoas precisam ter a consciência de que a segunda dose gera uma imunização mais efetiva. Neste sentido, as prefeituras, através das Secretarias Municipais de Saúde, precisam fazer a sua parte, mobilizando a população para que compareça ao local de vacinação e colabore com o fortalecimento das campanhas”.

Via: Assessoria 


Envie sugestões de Pautas ou Fotos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você.
Entre no nosso grupo do WhatsApp: Clicando Aqui

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.